quinta-feira, 17 de março de 2011




BUCHINHA-DO-NORTE


Luffa operculata (L.) Cogn.

Nome científico: Luffa operculata (L.) Cogn.

Família: Cucurbitaceae.

Sinônimos botânicos: Elaterium quinquefidum Hook. & Arn., Luffa quinquefida (Hook. & Arn.) Seem., Momordica operculata L., Momordica quinquefida (Hook. & Arn.) Hook. & Arn.

Outros nomes populares: cabacinha, buchinha, bucha-dos-paulistas, purga-de-joão-pais, abobrinha-do-norte, abobrinha-do-mato, bucha-dos-caçador, purga-de-bicho, purga-de-bucha, purga-de-falope, endoço, burcha-dos-pescador, purga-dos-paulistas, bucha-do-norte, capa-de-bode, buchinha-do-nordeste.

Constituintes químicos: M-carboxifenil alanina, cucurbitacina B, isocucurbitacina B, cucurbitacina D, gipsogenina e luperosídeos A, B, C, D, E, F, g e H. Os frutos contém um princípio amargo chamado buchinina.

Propriedades medicinais: descongestionante, drástico, laxante.
Frutos: emenagogos, vermífugos, drásticos, vomitivos, hidragogos, anti-herpéticos, purgativos, expectorantes, anti-sinusíticos, esternutatórios, descongestionantes nasais, adstringentes, antidiabéticos e anti-sépticos.
Sementes: anti-helmíntico.

Indicações: ameba, herpes, sinusite, amenorréia, ascite, inflamações genito-urinárias e oftálmicas, hematomas, úlceras, feridas, hidropisia, clorose.

Parte utilizada: frutos.

Contra-indicações/cuidados: CUIDADO: TÓXICA. Indicada para sinusites e rinites é para ser utilizada apenas para uso externo nasal. Jamais deve ser fervida pois suas substâncias de princípio ativo têm característica cáustica sobre a mucosa nasal.

Efeitos colaterais: dose elevada irrita mucosa e em uso interno é hemorrágica. Provoca náuseas, cólica, fortes dejeções.

Modo de usar:
- Colutório (para sinusite): 1 colher das de café de cloreto de sódio puro em uma xícara das de chá de água. Descascar a buchinha e retirar um pedaço fino com 1 cm2 de área e colocar na solução salina. Deixar e maceração por 5 dias e coar. Pingar 1 a 2 gotas nas narinas de manhã e à noite. Não assoar o nariz; deixar que o fluxo escorra naturalmente. Repetir até no máximo 5 dias.
- Colutório: ferver 1 g do fruto em água. Esfriar e pingar uma gota na narina.
- Cortar a buchinha em 4 fatias, deixar uma das fatias de molho em água mineral por uma noite. Na manhã seguinte, gotejar esta água nas fossas nasais, 2 vezes ao dia e inspirar profundamente.

Algumas espécies do gênero: Luffa.
Postar um comentário