sábado, 28 de maio de 2011

POETA JÚNIOR ADELINO

NO RAMO DA CONSTRUÇÃO
FAÇO PONTE,CRECHE E PRAÇA
COM TIJOLO,CAL E MASSA
EU ERGO QUALQUER MANSÃO
LEVANTO EM CIMA DO CHÃO
PAREDE BEM GROSSA OU FINA
TORRE QUE NÃO SE INCLINA
QUE NÃO SE QUEBRA NEM DOBRA
SOBRE OS TRABALHOS DA OBRA
TUDO EU SEI NINGUÉM ME ENSINA.

COM O PRUMO E A COLHER
LÁPIS,RÉGUA,ESPÁTULA E ROLO
CIMENTO,AREIA E TIJOLO
FAÇO O QUE O DONO QUISER
SOBRADO,MURO OU CHALÉ
DO TAMANHO DE UMA COLINA
SER PEDREIRO É MINHA SINA
TENHO TALENTO DE SOBRA
SOBRE OS TRABALHOS DA OBRA
TUDO EU SEI NINGUÉM ME ENSINA.

NASCI COM A VOCAÇÃO
E APRENDI DE LONGA DATA
QUE O ALICERCE E A SAPATA
SÃO PARTES DA FUNDAÇÃO
NUMA GRANDE CONSTRUÇÃO
AS FERRAGENS PREDOMINA
QUE A FACULDADE DIVINA
ME DÁ AULA E NADA COBRA
SOBRE OS TRABALHOS DA OBRA
TUDO EU SEI NINGUÉM ME ENSINA.

EU SEI DIZER QUE O CONCRETO
É QUEM GARANTE O SUSTENTO
COM PEDRA,AREIA E CIMENTO
COMEÇO QUALQUER PROJETO
NUNCA FUI UM ARQUITETO 
NADA DISSO ME DOMINA
CONSTRUO COM DISCIPLINA
QUALQUER COISA COM MANOBRA
SOBRE OS TRABALHOS DA OBRA
TUDO EU SEI NINGUÉM ME ENSINA.

AUTOR: JÚNIOR

HOMENAGEM AOS HERÓIS DA CONSTRUÇÃO(PEDREIROS,SERVENTES,MESTRES DE OBRAS,ENGENHEIROS,ARQUITETOS...)


UMA CONTRIBUIÇÃO DO POETA JUNIOR ADELINO.
Postar um comentário