sábado, 27 de dezembro de 2014

Gerson Filho o maior sanfoneiro de oito baixos do Brasil

capa
Colaboração do Leo Rugéro, do Rio de Janeiro – RJ
verso
“Gerson Argolo Filho foi um grande sanfoneiro, natural de Penedo, município histórico de Alagoas. Um dos pioneiros da sanfona de 8 baixos a profissionalizar-se, talvez a principal característica de Gerson Filho tenha sido sua fidelidade à afinação natural, pouco utilizada pelos sanfoneiros nordestinos. Embora seu trabalho tenha sido associado às quadrilhas juninas – a coletânea ‘Quadrilha brasileira’ (1967), é talvez o único álbum de um sanfoneiro de 8 baixos que esteja em catálogo permanente – a obra deixada por Gerson Filho abrange o vasto universo rítmico do forró instrumental.
Este álbum homônimo de 1971 foi lançado pelo selo Musicolor (Continental), e sabemos muito pouco a respeito destas gravações. Na ausência de ficha técnica (o que era comum nos álbuns do gênero), o único músico reconhecível no disco é a cantora Clemilda, dona de voz rasgada e marcante, além de esposa de Gerson, que mais tarde enveredaria pelo forró de duplo sentido, tornando – se uma recordista de vendagens com ‘Prenda o Tadeu’.
Entre os destaques do disco, o xote ‘No resfolego da sanfona’, onde a introdução é tocada unicamente pela mão esquerda, isto é, pelos baixos, recurso utilizado de maneira recorrente por Gerson Filho.
O que estabelece certa homogeneidade a este LP é a ausência de instrumentos de harmonia no acompanhamento. Assim, a sanfona é secundada unicamente por instrumentos de percussão característicos da música popular nordestina, como o zabumba, o triângulo e o gonguê.
Fonte: FORRÓ VINIL
Postar um comentário