domingo, 23 de novembro de 2008

CANTORIA DE VIOLA NORDESTINA

A cantoria de viola nordestina é parte da nossa rica cultura popular brasileira. A arte de cantar versos de improviso talvez seja uma das mais originais e expressivas manifestações culturais. E, por isso, pode ser uma aliada importante no processo de alfabetização de jovens e adultos. Motivos para integrar ensino e cantoria não faltam: É possível que a cantoria faça parte da experiência de vida de muitos jovens e adultos, em especial daqueles que vivem no Nordeste. É uma arte que floresceu no meio rural da região e que, aos poucos, conquistou o público das grandes cidades. Por estar enraizada na alma do povo, a cantoria expressa aspectos da identidade do brasileiro. A cantoria traz em sua bagagem a vida, os costumes, a história e a luta pela sobrevivência de um contingente expressivo da população brasileira. É uma manifestação cultural da literatura oral popular muito rica tanto, pela dimensão estética e poética da língua, quanto pela visão crítica e amplitude com que trata as várias dimensões da vida. Identifica uma maneira do brasileiro ver e sentir os fatos sociais, políticos e religiosos. A beleza estética e poética dos versos improvisados da cantoria fornece excelente material pedagógico para integrar linguagem oral, escrita e musical. Isso pode facilitar o diálogo em sala de aula e fazer com que o aluno se sinta mais à vontade para produzir textos orais e escritos a partir de uma expressão cultural inserida na sua vivência. A cantoria tem potencial para fornecer aos alunos textos significativos que estimulem a leitura e a escrita. Pois, aprende-se a ler e a escrever em contato com textos que fazem sentido e não com letras, sílabas ou palavras soltas.
Postar um comentário