domingo, 18 de outubro de 2009

CAMPOS OPOSTOS ( OS NONATOS)

Dizem que os opostos têm afinidade
No primeiro encontro nós nos atraímos
Somos diferentes, mas nos parecemos.
Inegavelmente pelo que sentimos
Eu detesto as vezes que você se atrasa
Quando solta as coisas no meio da casa
Por ciume bôbo você não me poupa
Mas adoro quando se diz minha dona
Quando canta e brinca quando telefona
Quando põe a mesa e quando tira a roupa


Os nossos estilos não tem nada a ver
Na indumentária que nós dois usamos
Em contra –partida somos semelhantes
Em todas as formas quando nos amamos
Nós somos dois chatos supercomplicados
Pelas nossas maes nós fomos mimados
Em campos distintos temos nossas bases
Por insensatez quando a gente briga
No máximo em três dias a saudade obriga
Ligar um pro outro pra fazer as pazes


Eu sou muito estrela e muito opinioso
Não gosto de dar o braço a torcer
Você adimite ser muito insegura
Mulher submissa não se deixa ser
São incompatíveis os signos da gente
Você alardeia ser independente
Eu quando me zango sou imprevisível
Ou unificamos as nossas virtudes
Para repensarmos nossas atitudes
Ou ficarmos juntos não será possível.

AUTORES OS NONATOS

Postar um comentário