terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Vou dá Adeus ao Maior Pastor do Gado



Vou dá Adeus ao Maior Pastor do Gado




Vou dá adeus ao maior

pastor do gado

Que foi o Vava machado o

rei dos bridões de ouro

Usando chapel. de couro

foi quem abriu as porteiras

Pra toda classe vaqueira

dividiu o seu tesouro.

Vava nasceu em uma cama de

couro

Lá em lagoa do ouro

criou-se junto do gado

Foi seu jacinto machado

quem criou esse tesouro

Que virou bridões e no

Brasil foi consagrado



Vava machado foi o

primeiro cantor

Poeta e compositor do

nordeste Brasileiro

Ele quem gravou primeiro

um LP de toada

E cantor nas vaquejada a

despedida do vaqueiro.

Foi o primeiro compositor

nordestino

Que gravou com Marcolino lindas

canções de toada

Com sua voz afinada cantava

com alegria

O coqueiro da Bahia e o

calor da vaquejada


Fez da toada seu esporte varonil
E espalhou no Brasil a

cultura nordestina

Vava abriu as cortinas pra

todos os aboiador

Poder mostrar o valor da

natureza divina.

Na poesia com rima no

pagode e no forró

Xote repente é toada o

Vava foi o melhor

A voz bonita e gogo ele

tinha que sobrava

Nas festas a onde chegava

era uma alegria só



Basto Peroba foi seu

grande sanfoneiro

Tocou no nordeste inteiro

o canarinho meu beija flor

Mais quando o Vava deixou

de cantar com o Marcolino

Foi triste pra os

nordestino quando os três se separou.

O Vava continuou alegrando

os fazendeiro

Gravou com Zé de Almeida outro

grande toadeiro

Repentista violeiro

compositor de toada

Muitos anos de estrada na

profissão de vaqueiro


O Vava por ser guerreiro
mestre da poesia
Com Léo Costa e Zé de

Almeida Formou uma parceria

Do Pernambuco a Bahia o

trio se apresentou

Cantando e fazendo show nas

vaquejadas que ia.

Mais o Vava não sabia que

o nosso Pai criador

Mandou riscar sua agenda e

cancelar os seus shows

O dia que Deus marcou e a

hora tinha chegado

Na terra o pastor do gado

sua missão terminou


Major Isidoro parou quando

o dia amanheceu

No dia 6 de agosto o

nordeste entristeceu

De Olho D’água das Flores

logo a notícia correu

No hospital da cidade Vava

Machado morreu.

Pernambuco recebeu o corpo

do filho amado

Lá em Lagoa do ouro o Vava

foi sepultado

Muitos vaqueiro encourado

assistiram a despedida

Deram a Deus por tudo ao

maior pastor do gado

Amigos de todo o estado no
seu funeral chegou
Empresário e fazendeiro prefeito

e vereador

Ate o padre chorou fazendo

a celebração

De ver naquele caixão o rei

dos aboia dor.

Os amigos ficaram muito

triste inconformado

Léo Costa e Zé de Almeida Olavo

Silva ao seu lado

Os tris emocionado fez

homenagem ao Vava

Pedindo pra Deus lhe dá o perdão

dos seus pecados


Desse grande herói do gado

a toada terminou

Tinha 66 anos quando Jesus

lhe chamou

Da gente se separou e foi

pra eternidade

Partiu deixando saudade pra

nos todos que ficou.

Desse grande herói do gado

a toada terminou

Tinha 66 anos quando Jesus

lhe chamou

Da gente se separou e foi

pra eternidade

Partiu deixando saudade

pra nos todos que ficou


Autor: e Compositor     Amado

das vaquejadas


Postar um comentário