terça-feira, 2 de setembro de 2014

JOÃO PARAIBANO, AMIGOS POETAS FALAM SOBRE ESSA GRANDE PERDA NA CULTURA NORDESTINA



Poeta Silvio Granjeiro

Que sensação ruim, que desengano, que agonia, que solidão, que tormento, que angustia saber da morte do companheiro João Paraibano, estamos todos em Luto, a cantoria, os amigos, os poetas, os familiares, o Nordeste, o Brasil.
Fica aqui meu amigo o meu respeito e meu carinho e o meu lamento pela sua partida. A cantoria hoje 
está em luto, o repente se calou, a viola parou......saudades sem fim do amigo cantador João Paraibano.




Poeta Lourival Pereira

SE FOI JOÃO PARAIBANO
QUE TANTO ENCANTOU CANTANDO
COM MANTO PRETO DA PERCA
O MUNDO ESTAR SE TRAJANDO
TODA FAMÍLIA SENTINDO
PARTIU QUEM CANTOU SORRINDO
E DEIXOU QUEM LHE OUVIU CHORANDO



Poeta Luciano Nunes

Jamais irei esquecer
Esta data tão cruel
Agente perdeu um mito
Jesus ganhou um troféu
Aumentando a coleção 


De repentistas no céu


(Vai com Deus meu poeta nós ti amamos)

(Poeta Luciano Nunes Diadema SP)


Minha Prima
Poetisa 
Bel Salviano 

A POESIA AMANHECEU DE LUTO
JOÃO PARAIBANO
ESSE QUE CANTOU O SERTÃO


A SECA DO PE DE SERRA

EXALTOU NOSSA TERRA

COLORIU CADA ESTAÇÃO 

TRAZIA A VIOLA NO CORAÇÃO

TAMBÉM NO CÉU FOI CANTAR 

SER ESTRELA A ILUMINAR

POIS JOÃO PARAIBANO VIAJOU,

E TUA CANTORIA AQUI FICOU 

NÃO SE ESQUECERÁ A MAESTRIA

NEM TEU LEGADO À POESIA

TUA OBRA SE IMORTALIZOU!!
-----BEL SALVIANO-------------




 Aldaci Medeiros

De Recife a Natal, a João Pessoa,
Maceió, Fortaleza ou Teresina,
João cantando a poesia nordestina
Era acima da média ou muito boa,
Sobre o sapo cantando na lagoa,


Lata d'água batendo em cacimbão,

Vaca magra caindo sobre o chão

E a conversa enganosa de cigano

A PARTIDA DE JOÃO PARAIBANO

LEVA JUNTO UM PEDAÇO DO SERTÃO.



Quem primeiro pensava após dizia

Sem pecar numa métrica ou no assunto,

Os seus versos compunham um só conjunto

De metáforas, de técnicas e harmonia,

As três horas de uma cantoria 

Que fazia na nossa região,

Por gerar a maior repercussão

Comentários rendiam para um ano

A PARTIDA DE JOÃO PARAIBANO

LEVA JUNTO UM PEDAÇO DE SERTÃO.


Ressalto  que o mote não é meu. As estrofes, sim.




Genivaldo João

A CULTURA POPULAR PERDEU UM DOS GRANDE NOME DO REPENTE JOÃO PARAIBANO ESTE QUE ALEGRO BRASIL DE PONTA A PONTA UM CANTADOR QUE FARA FALTA NO SEIO DA SUA FAMÍLIA E PARA NOS QUE ADMIRAMOS A CANTORIA IMPROVISADA




José Antônio Moranguinho

É com grande pesar que digo que a cultura nordestina e seus admiradores, hoje amanheceu de luto.
O nosso Brasil perdeu nesta madrugada, uma estrela do nosso sertão
o grande Poeta João Paraibano, um poeta nato que nos emocionava com seus poemas e rimas... Hoje ele recebeu o chamado de Deus e foi morar com ele, nos deixando com muitas saudades e uma lagrimas nos olhos, pôs sempre que ouvirmos versos e rimas, para sempre com muito orgulho, dele iremos lembrar...




Luiz Wilsom 
Rádio Imprensa
São Paulo

VAI-SE O HOMEM E FICA A OBRA
"Hoje um dia Muito Triste para o nosso Meio-poético" - Mais uma 
das Ricas Estrofes do Poeta:
"Quando inverna no Sertão 
Cai a chuva a água rola
Um sapo vomita espuma


Onde um boi pisa se atola

E a fartura esconde o saco

Que a fome pedia esmola"!

JOÃO PARAIBANO


Helena Andrade


APOS SABER A NOTICIA QUE O POETA FALECEU, ABALOU O MUNDO INTEIRO, A PARAÍBA SOFREU,, NO CÉU OS ANJOS CANTARAM TODAS LUZES SE ACENDEU, JESUS COLOCO_LO EM TRONO, PRA CANTAR PRA OS ANJOS SEUS" E COM CERTEZA JOÃO ESTAR,, SENTADO AO LADO DE DEUS!!




Poeta Antônio Norberto.

Com a morte de João
O Nordeste entristeceu
O nosso Brasil perdeu
Mais um astro do sertão
Nesta nossa profissão


Foi grande sem grande escola

De verso, rima e viola

Viveu João Paraibano

E pra morar com o Soberano

Deixa saudade e decola.

(02)

João encantou todo sertão

Cariri, litoral, brejo e agreste

Assim foi papa taça do Nordeste
Heroíno da nossa profissão
Deus deixou muita gente igual João
Só não sei se com sua disciplina
Na viola dinâmica e super fina
Festivais de heróis João ganhou
João faleceu e enlutou
A nossa cultura Nordestina.



Zé Vicente Repentista
o brasil perdeu um dos maiores poeta do mundo. eu estou muito angustiado com a peta de joão paraibano.um poeta de mome limpo.um cidadão.meu poeta você transmitiu muita alegria pra muitas famílias.não tenho o q fazer minha alma está chorando.maz Deus vai lhe dar o conforto que você merece.descanse em paz meu amado irmão.



Poeta Paulo Nascimento

A esposa perdeu um esposo invejável, os filhos perderam um pai incomparável, nós perdemos um companheiro tão especial quanto a sua simplicidade e a cantoria cantoria teve talvez a sua maior perda até os dias de hoje. João paraibano era incomparável e essa lacuna não como ser preenchida. Adeus meu eterno amigo.



Andrade Lima.

É com muita tristeza que damos adeus ao GRANDE POETA DA NATUREZA, JOÃO PARAIBANO. Uma grande perda pra todos. A cultura chora, a natureza derrama prantos e o Rio já não corre como antes com seus versos em nosso coração. Que Deus conforte a todos e que o Poeta esteja com Deus e fazendo o que gosta na eternidade com seus companheiros da Poesia. 
.
A goteira do verso que pingava
E no chão escorria no terreiro,
Desviou dia dois o seu roteiro
Para o céu com João que adeus nos dava.
Cada pingo saudoso que jorrava
A "natura" chorava com razão.
Quem irá cantar o nosso torrão,
Retratando o verão e a invernia?
Peço a Deus, que nos tire essa agonia
E devolva João para o Sertão.
.
Como vou ver correr no ribeirão
Do chão do Pajeú a correnteza,
Com joão descrevendo a natureza
Ao escutar a cantiga do carão?
Quem dirá que o relâmpago e o trovão
No nascente faísca e estremece?
Um Poeta da terra não merece
Ser levado pro céu tão de repente.
Nunca mais na natura outra semente
Nascerá no Sertão quando amanhece.
.
De João nossa gente não esquece
O seu verso sublime feito a luz
Vai brilhar no céu quando o sol reluz
Numa tarde no Sertão quando escurece.
Vou rezar pra João agora prece
E pedi que Jesus bem do seu lado
Lhe receba com glória no reinado,
Que na terra tem luto de saudade.
Nosso adeus a João pra eternidade
Com saudades ao mestre será dado.
.
O Poeta João meu obrigado
Pelo o tudo que fez nesse jardim.
Seu legado na terra não tem fim,
Com certeza será por nós regado.
A viola e seu verso improvisado
Ficará para sempre em nossa mente.
Deus agora no céu tem a semente
Que brotou com amor e primazia.
Foi João, O mentor que a POESIA
Deu adeus e o coração chorando sente.
.
Andrade Lima.
Recife / S. José do Egito, 02/08/201



Poeta Josival  Viana


O Brasil não perdeu só o cantado,Perdeu também o maior poeta dos últimos tempos um amigo um cidadão extraordinário que Deus lhe tenha no reino do céu.




Poeta Jonas Bezerra

Perdemos nessa madrugada um dos repentistas mais importantes da história da cantoria. Poeta nato, repentista extraordinário e uma pessoa de uma simplicidade e uma genialidade ímpar. Perca irreparável! Essa lacuna fica impreenchível até pelo fato de João Paraibano ter sido um repentista de uma medida que não sabemos dizer realmente onde era o seu limite! Não é somente o SERTÃO que essa hora está sem o seu poeta mais importante, mas sim A FAMÍLIA,A INSTITUIÇÃO CANTORIA, OS APOLOGISTAS, OS PROMOVENTES E OS CANTADORES que fizeram parceria com esse poeta-gênio por noites e noites não registradas pelas máquinas, mas guardadas no coração dos seus admiradores. Quantos versos impagáveis? Quantas imagens pintadas nas estrofes de João? Quantas taças? Quantos aplausos? E quanta SAUDADE... MUITO OBRIGADO JOÃO PARAIBANO PELA GRANDE CONTRIBUIÇÃO QUE VOCÊ DEU A CANTORIA, PELO GRANDE EXEMPLO MORAL QUE FOI E PELO GRANDE LEGADO QUE NOS DEIXOU!!!


Ivanio Tenório
Defensor Da Cultura Nordestina

A noticia da morte do nobre Poeta João Paraibano me deixou muito triste. Nessa manhã de terça feira foi muito forte uma tristeza muito grande. Os filhos perdendo o pai a esposa perdendo o marido com uma dor imensa em seus corações.
Os amigos perdendo um grande amigo, O Nordeste perdendo um gênio da poesia, Foi uma grande perda para o Nordeste esse ilustre poeta que divulgou a cultura Nordestina com muita qualidade cantando de improviso a arte do repente.
Eu tive o privilégio de o conhece- lo pessoalmente, um ser humano incrível de uma simplicidade enorme. Fui a festival que ele participou e também em cantoria de pé de parede.
Nobre Poeta descanse em paz no reino Deus, Você deixou muita saudade pra todos os seus fãs. Que Deus em sua infinita bondade conforte toda sua família que ficaram com uma dor imensa e seus corações. Meus sentimentos pra toda a família. Que Deus o proteja a todos amém. Ivânio Tenório
.




Sandra Nunes

O meu pai nunca deixou de escutar na radio pajeú as 11 horas da manha João Paraibano e Sebastião Dias ou Raimundo Borges,foi um poeta que sua inteligencia era incomparável grande amigo creio que todos poetas repentista perderam um grande companheiro de uma inteligência incomparável,você se foi mas ficou marcado em nossas vidas com seus grandes repentes,sei que estais com nosso pai la no céu.





Poeta Carlos Villela


Com certeza perdemos um grande mestre do repente e da poesia ,Que Deus possa confortar o coração de seus familiares e de todos os amigos, João só Deixou Saudade!
Adeus Meu Amigo!

De Grande eu não estou chamando
Que grande é Deus Soberano
Mas foi joão Paraibano
Um dos Maiores Cantando
E para assumir o comando
De João Com Maestria
Fazendo o que ele fazia
Só se for noutro milênio
O mundo perdeu um gênio
Do Mundo da Cantoria.





Poeta Marivaldo Dantas



A NOSSA CULTURA ESTÁ DE LUTO


POR JOÃO PARAIBANO GRANDE ASTRO

A BANDEIRA DA ARTE À MEIO MASTRO

REPENTISTA TRISTONHO EM SEU REDUTO

JOÃO SE FOI, NÃO TERÁ SUBSTITUTO

QUE NEM MESMO A CIÊNCIA O CLONARIA

QUEM CANTOU O SERTÃO COM MAESTRIA
PRA CANTALO DE NOVO NÃO DESPERTA
MORRE UM VATE A LACUNA FICA ABERTA
NO CENÁRIO IMORTAL DA POESIA.




Autor: Marivaldo Dantas.

UMA SIMPLES HOMENAGEM AO GRANDE E SAUDOSO POETA.

JOÃO PARAIBANO

Parte 02 


A NOSSA CULTURA ESTÁ DE LUTO
POR JOÃO PARAIBANO GRANDE ASTRO
A BANDEIRA DA ARTE À MEIO MASTRO

REPENTISTA TRISTONHO EM SEU REDUTO
JOÃO SE FOI, NÃO TERÁ SUBSTITUTO
QUE NEM MESMO A CIÊNCIA O CLONARIA
QUEM CANTOU O SERTÃO COM MAESTRIA
PRA CANTAR NOVAMENTE NÃO DESPERTA
MORRE UM VATE A LACUNA FICA ABERTA
NO CENÁRIO IMORTAL DA POESIA.
Autor: Marivaldo Dantas.
UMA SIMPLES HOMENAGEM AO GRANDE E SAUDOSO POETA.
JOÃO PARAIBANO


Autor: Poeta Marivaldo Dantas



Mundoca Neto



Li profundamente triste a postagem de Mariana Teles que avisava do falecimento do poeta João Paraibano. Deus sabe o quanto me emocionei quando Mariana disse que recebeu a ligação do seu pai meu amigo Valdir Teles aos prantos lhe dando a triste noticia. Comecei a ler os comentários da postagem e entre eles o de Josemar Rabelo me chamou maior atenção, e eu resolvi complementar.


Me refiz da tristeza um tanto quanto
E registrar meu pesar também preciso
Que a notícia mostrando o prejuízo 


Me deixou com a cara de espanto

Partiu João de entre nós levando o canto

E a grandeza de sua inspiração

Resta agora pedir a salvação

Pra quem deu tanto nome a cantoria

Vai o gênio imortal da poesia 
Fica triste enlutado o meu sertão.




Eduardo José

De repente um desastre
Cruel e ignorante
Acabou em um instante
Uma grandeza da arte
Sei que hoje ele parte


Nos deixando a certeza

Que está feia a beleza

Do mundo da poesia

Esse mundo de alegria

Hoje chora de tristeza...



Minha emocionada homenagem ao sempre grande JOÃO PARAIBANO....Descanse em paz poeta!!!

Eduardo Jose!!!





Poeta Moreira De Acopiara

João Paraibano era um primor de poeta e um doce de pessoa. Faleceu hoje, aos 61 anos de idade. Saudade.
Hoje à tardinha eu voltava para casa, vindo de São Paulo, e recebi um telefonema do meu amigo querido e também poeta grande, Donzílio Luiz, que mora em Brasília. Depois de breve conversa ele fez um bonito comentário em formato de mote: "De todos os cantadores / o mais poeta foi João". Fiz três estrofes e compartilho aqui, certo de que a poesia de João Paraibano deixou o mundo mais bonito e as pessoas melhores:



Dentro da minha modesta
Opinião João foi bom.
Ele nasceu com o dom

De cantar bem a floresta,

Dos passarinhos a festa,
Do amor a consagração,
Dos matutos a paixão,
Dos sertanejos as dores.
De todos os cantadores
O mais poeta foi João.

Foi para o plano de lá
Quem cantou com sentimento
A sutileza do vento
E o canto do sabiá,
A carreira do preá,
A fogueira de São João,
O ribombar do trovão
E os fulminantes amores.
De todos os cantadores
O mais poeta foi João.

Deixou o plano terrestre
Quem nas noites sertanejas
Cantou cabarés e igrejas,
Sofisticado e rupestre.
Com habilidade de mestre
Fez do lamento oração,
E da tristeza canção
Para aplacar minhas dores.
De todos os cantadores
O mais poeta foi João.



Luiz Gonzaga


Morreu João Paraibano, aos 61 anos de idade, um dos repentistas que abrilhantaram o grande congresso em nossa cidade, grande perca para os que gostam do improvisos de violas, pra mim um dos artistas perfeitos pela agilidade de fazer os versos na hora como caldo de cana,




 João, cantou no primeiro e único congresso realizado na minha cidade, na verdade, cantaram mais que o pinta silva, canário do reino ou da terra,ou mesmo o azulão,pois catadores cantam um ano não cantam o que.os poetas cantaram na cidade de Poção. fica meus sentimentos o homem morre mais o nome fica.



Poetisa Mariana Teles

Acabamos de receber a nota de pesar do nosso amigo João Claudino Fernandes (Grupo Claudino) em razão do fatídico acontecimento que nos levou o poeta João Paraibano, o nosso pequeno gigante da poesia. Somada à responsabilidade de representá-lo e apresentar a família a sua consternação ratifico a dor de todos os amigos, e faço pública a sua nota para que assim como aos familiares também seja de conhecimento extensivo á todos





HOMENAGEM DO PROGRAMA SHOW DE VIOLA E DA RÁDIO Brasilfm Icó!



A cultura brasileira e nordestina perdeu um de seus maiores expoentes. Faleceu na madrugada desta terça-feira (02), em Recife, onde estava internado na UTI do Hospital no Hospital Alfa, há quase trinta dias, o poeta João Paraibano, aos 61 anos de idade.
O poeta/repentista João Paraibano era natural do sítio Pica Pau, município de Princesa Isabel e foi atropelado em Afogados da Ingazeiras/RN, por uma moto conduzida por um entregador de pizza, no dia 03 de agosto.
João Paraibano fez a sua última apresentação na cidade de Cajazeiras, onde participou de um festival de Repentistas, organizado pelo poeta Raimundo Borges, na noite do dia 02 de agosto, fazendo dupla com o poeta Raimundo Caetano, encerrando sua carreira com uma apresentação extraordinária naquela noite.
Quando o seu quadro de saúde já se apresentava estável, João Paraibano foi acometido por um processo infeccioso, resultante de um edema pulmonar, que terminou o levando a morte.
O poeta João Paraibano gravou o seu primeiro disco em 1974, com o poeta Raimundo Borges, com quem fez dupla até 1978, quando passou a cantar com o poeta Sebastião Dias, atual prefeito de Tabira/PE e sempre foi muito querido pelos colegas de profissão, sendo um dos poetas mais aclamados pelos amantes da poesia. Ele era casado com Lindaura Barros e tinha três filhos. Fonte: 


adjamilton.jornaldaparaiba.com.br





Jader  Tenório

O sertão está de luto/morreu João Paraibano...Infelizmente não tive a mínima condição de ir ao velório e sepultamento de João. Queria muito ter ido chorar junto a Lindaura, seus filhos, amigos e Poetas. Chorei por aqui mesmo. Sofri sozinho sem um poeta para me fazer companhia e me consolar,








Postar um comentário