segunda-feira, 2 de novembro de 2009

PAULO NASCIMETO DE IGUATÚ SONETO A DONA DA VOZ

A dona da voz
Autor: Paulo Nascimento de Iguatu

Me senti nas nuvens quando recebi
Uma ligação, a primeira vez
Mel contendo o doce da voz que ouvi
Abelha nenhuma, até hoje fez

Meu Perfil de duro logo se desfez
Permaneci firme mas amoleci
Se não fosse toda minha timidez
Eu teria dito tudo que senti

Essa ligação quando é repetida
Me adoça o ouvido, me conforta a vida
E faz meu coração bater mais veloz

Só falta a coragem de dizer que sou
Sensível, romântico, sincero e estou
Doido pra ser dono da dona da voz.
Postar um comentário